NT 56 - 2017 NATS Cirurgia robótica para tratamento de câncer de próstata

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2018-04-23
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
P: paciente 71 anos, portador de adenocarcinoma de próstata localizado I: prostatectomia radical auxiliada por robô. O sistema de auxílio cirúrgico por robô denominado Da Vinci® permitiu o desenvolvimento da prostatectomia radical auxiliada por robô no início dos anos 2000. O sistema permite ao cirurgião visão ampliada, tridimensional e a cirurgia é realizada com auxílio de um console, sem contato com o paciente. O Da Vinci possui quatro braços, sendo que um deles carrega a câmera, enquanto os outros três ficam livres para portar instrumentos cirúrgicos, como pinças, tesouras e bisturi. O ato cirúrgico é guiado por imagens fornecidas pela câmera introduzida no corpo do paciente. A câmera tem capacidade de ampliar em até dez vezes uma imagem, o que mantém a nitidez e a percepção de profundidade sem a abertura do abdômen ou do tórax. O médico realiza a cirurgia a partir de uma mesa de controle. A movimentação dos instrumentos se faz pelo manuseio de dedais delicados. À medida que o cirurgião move as mãos e os dedos, o robô reproduz seus movimentos dentro do corpo do paciente. Não foram encontrados estudos de boa qualidade, randomizados controlados, que permitam afirmar que a prostatectomia radical laparoscópica com robô é superior a prostatectomia radical laparoscópica sem robô em termos de menos complicações perioperatórias, menor frequência de incontinência urinária, menor frequência de comprometimento definitivo da função sexual e menor índice de transfusão sanguínea.
Descrição
Palavras-chave
câncer de próstata, cirurgia robótica, Adenocarcinoma de Próstata, Prostato Vesiculectomia Radical Robótica, hiperplasia prostática, prostatectomia radical auxiliada por robô
Citação
Coleções